Desenvolvimento

Pesquisa de clima organizacional: confira 7 dicas de como preparar!

Escrito por DorseyRocha

Se a sua empresa está precisando melhorar resultados e você já tentou vários investimentos sem sucesso, pode ser que algo no clima organizacional esteja prejudicando esses esforços.

A pesquisa de clima organizacional é uma ferramenta que permite identificar o nível de satisfação dos seus colaboradores com a empresa. Esse ponto precisa muito da sua atenção.

Sem esse cuidado, você pode acabar tendo uma equipe infeliz no ambiente de trabalho. Por isso, criamos este conteúdo, para que você identifique as oportunidades de promover melhorias que vão fazer com que os seus colaboradores trabalhem cada vez mais satisfeitos.

O artigo vai mostrar para você a importância de aplicar a pesquisa de clima organizacional e utilizar os resultados para aumentar o nível de satisfação das pessoas com a empresa.

Por que fazer a pesquisa de clima organizacional?

Ouvir o seu colaborador faz parte das ações para construir a cultura organizacional. Essa ação é importante para que os colaboradores sintam que são importantes para a empresa. Vai trazer o sentimento de pertencimento, de que a empresa se importa e está preocupada em oferecer condições que fazem as pessoas se sentirem satisfeitas no trabalho e que pretende fazer mais pelo bem-estar geral.

Esse sentimento promove maior satisfação, motivação e comprometimento. Então, haverá colaboradores mais engajados com os objetivos da empresa, mais produtivos e dedicados à qualidade do serviço prestado.

O resultado será ainda melhor se a pesquisa se tornar periódica, anual ou bienal — vai depender do perfil de cada empresa. Porém, mais do que isso, ele virá se entre as aplicações os colaboradores perceberem que a empresa implementa ações de melhoria, especialmente naqueles itens mais críticos na avaliação.

Para ficar ainda mais claro, separamos algumas dicas. Assim, você vai ter ainda mais êxito com a pesquisa. Vamos lá?

Dicas para a elaboração da pesquisa de clima

Antes de decidir realizar a pesquisa de clima, veja algumas dicas valiosas para sua elaboração. 

1. Faça com que a pesquisa seja parte da estratégia da empresa

Antes de elaborar a pesquisa, garanta que ela faça parte do plano estratégico da empresa. Depois, considerando a estratégia, defina como e quando será aplicada, quais as áreas em que deseja avaliar o ambiente físico e social, os processos produtivos, as políticas de RH, o estilo de liderança etc. Isso precede a definição das perguntas básicas que irá fazer. Nesse momento, é imprescindível entender até onde deseja chegar com a pesquisa, o que está sendo proposto e por que fazê-la.

É essencial que toda a estratégia esteja planejada, para se evitar o risco de não obter as respostas a questões-chave para o seu ambiente operacional ou, ainda, levantar um monte de expectativas que depois não serão endereçadas.

2. Alinhe a pesquisa com os objetivos da empresa

Importante considerar que uma das principais razões para implementar a pesquisa de clima é conseguir que o ambiente organizacional contribua para a realização dos objetivos do negócio. Entenda quais são os objetivos organizacionais. Analise quais são as condições do clima que podem contribuir para facilitar os resultados e então defina quais as áreas a pesquisar. Por exemplo: se você quer identificar condições ambientais de trabalho, direcione perguntas específicas para esse ponto.

Outro aspecto a considerar: de nada adianta pesquisar aspectos que a empresa não quer mudar. Significa que a empresa precisa estar pronta para promover melhorias a partir das respostas. Ou, então, a pesquisa pode surtir efeito contrário. Os colaboradores vão se abrir com a expectativa de que algo vá mudar de fato. Se não há mudança, a pesquisa perde toda a credibilidade.

3. Informe aos colaboradores

Comunique aos colaboradores a realização da pesquisa e seu objetivo. Deixe bem claro a importância da pesquisa, o que se espera de êxito a partir da aplicação, quando, onde e como ela será aplicada.

Todos precisam estar alinhados e confortáveis com a ideia de participar e responder às questões. Garanta a confidencialidade das respostas.

Caso não seja feita uma boa comunicação e os colaboradores não se sintam seguros para responder, você pode ter respostas não verdadeiras sobre as condições do clima organizacional.

4. Reúna informações relevantes

Na hora de elaborar a pesquisa de clima, é comum ter vontade de perguntar sobre tudo. No entanto, tenha em mente que você não precisa coletar informações das áreas em que não pretende agir posteriormente. Por outro lado, deixar de considerar e pesquisar aspectos que sabe com antecedência que são importantes para os colaboradores pode desqualificar a pesquisa.

Entenda que o objetivo não é só identificar um ponto de atenção, mas também alinhar as ações da empresa às expectativas dos colaboradores. Para isso, você apenas precisa saber quais são as áreas onde se localizam essas expectativas e incluí-las na pesquisa.

5. Escolha um parceiro para ajudar

Duas razões nos levam a recomendar a contratação de um parceiro — uma consultoria externa — especializado para conduzir a pesquisa de clima organizacional: a expertise e domínio das melhores técnicas de aplicação e a isenção que vai assegurar credibilidade. Uma terceira razão pode ser adicionada, ainda que não seja imprescindível: a comparação com dados do mercado.

Você conhece a estrutura da sua empresa e suas necessidades. A empresa especialista vai ajudar você a identificar a melhor maneira de aplicar a pesquisa, quando fazer, as perguntas e a metodologia para garantir sigilo e confiabilidade às informações. Isso é muito importante.

A melhor forma de aplicar é on-line (para os colaboradores que têm acesso à internet) ou hard copy (para aqueles que não acessam). Importante, também, que a pesquisa seja realizada em dois ou três dias — o mínimo tempo possível para que não sofra influência de comentários.

6. Analise os resultados

Analise as respostas com a mente aberta para receber todo tipo de informação: críticas, elogios, reclamações. Esse é o momento em que os colaboradores vão se sentir à vontade para expressarem suas opiniões. Logo, marcarão no questionário aquilo que realmente sentem a respeito de cada questão.

Outro ponto importante para a análise é a decisão prévia dos cortes a serem feitos nos dados coletados: total da empresa, por diretoria, por site, por níveis funcionais etc. Não importa de onde veio a opinião. É necessário refletir a respeito das respostas obtidas.

7. Divulgue os resultados

Depois de receber e analisar os resultados obtidos, é hora de tomar decisões sobre o que fazer, as ações para encaminhar melhoria dos pontos mais críticos e para potencializar os melhores aspectos a favor dos resultados organizacionais.

Uma ação fundamental e muito importante é fazer a divulgação dos resultados para os líderes e os colaboradores, de preferência em reuniões. Informar os resultados, pedir comentários e dizer quais as ações já planejadas e o que será mais bem estudado. Todos têm a expectativa de receber retorno sobre suas avaliações e o que está sendo considerado pela empresa.

Uma pesquisa que não traz retorno faz com que os colaboradores se sintam pouco importantes. Não faz sentido pedir a opinião, não divulgar resultados e não trazer algumas ações.

E você? Já fez uma pesquisa de clima em sua empresa? Se está no time dos que já experimentaram, acha que esquecemos de alguma coisa? Compartilhe com a gente as suas experiências comentando neste post.

Sobre o autor

DorseyRocha

Deixar comentário.

Share This