Gestão

Parcerias estratégicas: veja algumas etapas de sucesso

Parcerias estratégicas
Escrito por DorseyRocha

Parcerias estratégicas são aquelas que estão no cerne do negócio de uma empresa, aportando contribuições únicas nos campos de produto, tecnologia, processos, sistemas, serviços. Nem tudo é possível fazer sozinho, nenhuma empresa é uma ilha. Por maior, mais sólida e mais competente que ela seja em seu segmento!

Elizabeth Moss Kanter, especialista com vasta história profissional em alianças empresariais, compara as boas parcerias estratégicas a casamentos bem-sucedidos. Ela resume sua experiência sobre o assunto em 15 etapas que sucintamente apresentamos a seguir.

Etapas para boas parcerias estratégicas

  1. Esteja aberto ao romance, mas faça a corte cuidadosamente. Esperanças, sonhos e visões devem ser contrabalançados por avaliações realistas e objetivas.
  2. Conheça a si próprio e valorize seus pontos fortes na parceria. As melhores alianças juntam forças com forças.  
  3. Procure compatibilizar valores e filosofias. Em um ambiente de rápidas mudanças, isso é mais importante que acertos específicos em torno de compromissos imediatos.
  4. Envolva a “família ampliada”. Incluir outros sócios e partes interessadas, além dos principais líderes de cada negócio, faz todos se sentirem vitoriosos.
  5. Coloque os advogados em seus lugares. Parcerias e network fincam suas bases no bom relacionamento entre líderes. Estes não podem ser substituídos por terceiros, intermediários, mesmo sabendo que têm sua contribuição.
  6. Trabalhe junto com seu parceiro até que as condições de negócio se incorporem à sua organização. Comprometa-se com um primeiro projeto para crescerem na relação e acompanharem a mudança.
  7. Não se apoie apenas no contrato ou acordo de negócio. Documentos formais são importantes, mas não podem antecipar tudo.
  8. Mantenha a comunicação face a face. Os assuntos e questões que envolvem a implementação da parceria são mais facilmente resolvidos quando as partes continuam conversando após o primeiro compromisso.
  9. Amplie o envolvimento. Alianças começam com poucas conexões entre os líderes principais, contudo mais níveis e pessoas precisam fazer parte do processo.
  10. Construa pontes e estruturas formais. A colaboração ativa acontece quando arranjos, processos e competências são criados para facilitar os relacionamentos.
  11. Respeite as diferenças. As parcerias são mais valiosas e úteis quando elas são reconhecidas. É preciso investir tempo para entendê-las e transcendê-las.
  12. Ensine e aprenda com os parceiros. As pessoas envolvidas devem se tornar professores e alunos no processo.
  13. Esteja preparado para mudar. Parceiros devem querer se influenciar mutuamente.
  14. Ajude as pessoas a vencerem. A troca e reciprocidade é a marca da colaboração organizacional.
  15. Esteja próximo, mude o curso de ação ou saia com elegância.

Como todo sistema vivo, os relacionamentos evoluem. Mudanças devem ser esperadas. A melhor garantia que as organizações parceiras têm para estarem juntas no futuro é o sucesso naquilo que buscam alcançar hoje.

Sobre o autor

DorseyRocha

Deixar comentário.

Share This