Desenvolvimento

Entenda a importância do Empowerment para as organizações

Escrito por DorseyRocha

Todo gestor fica contente quando observa que os seus colaboradores estão se esforçando para dar o melhor de si nas suas tarefas. Essa atitude faz com que a organização gere bons resultados. Para ter esse clima interno, muitas empresas decidem desenvolver o ambiente de empowerment. 

Já ouviu falar desse conceito? Você sabe quais são os seus benefícios para a sua companhia? Entende como aplicá-lo no seu negócio? Leia o nosso artigo e descubra! 

O que é empowerment? 

O empowerment é uma palavra inglesa muita utilizada no mundo corporativo que se refere a um modelo de gestão mais participativo. Nesse conceito, a empresa cria um ambiente que favorece que todos os colaboradores assumam a liderança em determinadas situações. 

Geralmente, todas as decisões importantes e responsabilidades em uma instituição são atribuídas aos gestores. Sendo assim, resta pouca ou nenhuma autonomia para os liderados, que apenas seguem as diretrizes do chefe. 

Por outro lado, o empowerment concede maior liberdade para os subordinados, permitindo que assumam a liderança e realizem os seus trabalhos sem a interferência constante do líder. Além disso, todos na empresa podem contribuir para as decisões e a construção de estratégias para o negócio.

Isso não significa que o chefe delegue toda a sua autoridade. Pelo contrário, ele continua dirigindo os trabalhos junto da sua equipe, mas de forma colaborativa. Todos ganham com esse método, tanto os gestores quanto os colaboradores. 

Como aplicá-lo nas organizações? 

Uma forma de criar um ambiente propício ao empowerment na empresa é melhorando a comunicação organizacional, o fluxo de informações e o uso do feedback. Desse modo, o gestor pode aproximar-se dos seus subordinados, recebendo sugestões e ouvindo o que eles têm a dizer.

Além disso, a criação de canais internos de interação, como as redes sociais corporativas, é uma maneira de a empresa “dar voz” aos funcionários e receber deles ideias sobre projetos ou opiniões que podem ajudar a melhorar o desempenho do negócio.

Outro jeito para estimular o empowerment é a delegação de autoridade para os colaboradores. Às vezes, uma tarefa que é feita pelo líder pode ser confiada a um funcionário que tenha as competências e habilidades necessárias para concluir com êxito essa demanda.

Ele, porém, não poderá completá-la se não tiver autoridade para tomar as decisões e levar a atividade a cabo . Ao delegar autoridade, a organização demonstra confiança no seu time. 

Muitas vezes, antes de delegar autoridade ao colaborador, a organização terá de treina-lo para que possa assumir importantes funções e até mesmo um cargo de liderança no futuro. 

Ao passo que os colaboradores forem tomando a iniciativa e assumindo novas responsabilidades, é importante que sejam acompanhados por seus gestores, para que o progresso deles seja verificado. Desse modo, o gestor perceberá o desempenho do time e entenderá em que aspectos é preciso melhorar. 

Entretanto, quando é notado que o funcionário está desempenhando muito bem uma tarefa, novas metas e objetivos podem ser traçados. Isso motivará a equipe a entregar serviços de excelência. 

Também por meio do compartilhamento da visão do negócio com a equipe, a organização consegue facilitar o empowerment. Quando a empresa faz o seu time entender com clareza os valores organizacionais e a sua missão, os colaboradores saberão o comportamento que se espera deles. 

O resultado disso tudo é que eles tornam-se empreendedores internos da companhia, se identificam e sentem que são parte fundamental dela. 

Que benefícios o empowerment traz para as empresas? 

Alguns líderes não gostam da ideia de compartilhar sua autoridade. Essa atitude prejudica tanto eles mesmos como também o desempenho da empresa. Os benefícios de ter o ambiente de empowerment são: 

Revelação de talentos 

Às vezes, a organização tem talentos internos que desconhece. O motivo disso pode ser a falta de oportunidade para que esses colaboradores demonstrem toda a capacidade profissional que têm. 

Como vimos, no ambiente de empowerment, toda a equipe recebe tarefas que testam suas habilidades e as suas competências. Em consequência disso, os funcionários descobrirão e demonstrarão os seus talentos. 

Dessa forma, a empresa consegue criar oportunidades de crescimento e suprir suas necessidades para preencher os cargos superiores. 

Decisões mais rápidas 

Tomar boas decisões sobre assuntos que afetam a companhia não é uma tarefa fácil. Esse desafio aumenta quando essas resoluções precisam ser tomadas de forma rápida. Entretanto, quando várias pessoas competentes estão envolvidas nisso, é mais simples chegar a uma deliberação eficiente. 

É por isso que o empowerment é vantajoso: as pessoas se sentem envolvidas e comprometidas em contribuir com o seu melhor para o resultado da empresa. 

Aumento da produtividade 

Quando os colaboradores percebem que fazem parte de uma liderança situacional, ou seja, que exercem algumas funções que normalmente são de uma chefia, o seu engajamento e produtividade aumentam significativamente.

Isso ocorre porque os funcionários trabalham mais felizes, ao perceberem que a empresa valoriza o seu esforço diário e confia na sua maturidade profissional. 
Outro aspecto que eleva a motivação é quando a equipe percebe que pode contribuir positivamente para com os resultados e o ambiente da organização. 

Redução da burocracia 

Como dito, o empowerment é a descentralização da liderança. Sendo assim, esse conceito é o oposto de um ambiente interno de autoridade centralizada, inflexível e burocrática. Desse modo, a empresa ganha agilidade em seus processos internos. Como assim? 

Enquanto, na instituição que não aplica o empowerment, uma tarefa simples demora a ser feita devido à necessidade de uma aprovação da chefia; na que tem esse método implantado, um colaborador pode realizar a mesma demanda sem precisar esperar pelo consentimento do líder. 

Melhora da reputação da empresa 

Atualmente, instituições que dão mais poder de decisão aos colaboradores são vistas como modernas e um bom lugar para trabalhar, por oferecerem oportunidades de desenvolvimento aos seus funcionários. 

Por isso, muitos desejam fazer carreira em uma instituição onde existe a cultura de empowerment  ou seja, o empowerment melhora o employer branding da organização.

Em resumo, trabalhar em um ambiente democrático, no qual todos são bem aproveitados, é algo muito apreciado pelos profissionais. Por seu lado, a empresa consegue atingir alta performance. 

O que achou de nosso conteúdo? Conseguiu perceber a importância do empowerment para as organizações? Então, leia também o artigo “PDI — Plano de Desenvolvimento Individual, o que é e para que serve“.

 

Sobre o autor

DorseyRocha

Deixar comentário.

Share This